Pular para o conteúdo principal

Não deixe seu encontro com Deus para amanhã



Estamos sempre pensando em algo que queremos fazer, mas dizemos: “Amanhã faço isso!”.
Você comprou um livro e tinha a intenção de lê-lo, mas ainda não conseguiu pegar nele. Ele está lá na prateleira, no mesmo lugar onde o colocou. Então diz a si mesmo: “Lerei aquele livro quando chegar em casa”. Você chega em casa à noite e quer se informar sobre os últimos acontecimentos, por isso assiste ao noticiário e aos comentaristas, analisando as notícias.
O jantar está pronto e você faz sua refeição. Depois, há um programa interessante na televisão, e você assiste a ele. Logo, outra atração começa, você se espreguiça, boceja e diz: “Tive um dia duro hoje”. Então, vai para a cama sem ler o livro e decide: “No próximo verão, vou lê-lo, quando tiver mais tempo”.
O verão chega e você faz uma longa viagem de férias, levando o livro na mala, mas, ainda assim, não tem tempo de lê-lo. Digamos que o livro na prateleira seja a Palavra de Deus.
Esse Livro tem por base a grandiosa história do plano do Senhor para salvação das pessoas e tem ajudado milhares, mas você não foi alcançado por Sua Palavra. Simplesmente, tem adiado a hora de lidar com a Verdade de Deus.
Como cristãos, dizemos: “Amanhã, começarei a me acertar. Lerei aquele Livro. Serei fiel na igreja. Sei que deveria ler a Bíblia todos os dias, portanto amanhã começarei a fazer isso”.
Você ouve um bom sermão e declara: “Preciso voltar a ler minha Bíblia. Tenho de começar. Farei isso”. Porém não o faz. Um pouco de preguiça aqui, um tanto de indolência ali, então lê um livro de devocionais diários pré-dirigidos para você por outra pessoa, e essa é a sua leitura bíblica do dia. Você diz: “Ah, mas isso é apenas temporário. Começarei a ler a Palavra em breve”.
Já faz muitos anos, e você ainda não leu sua Bíblia toda, e, se a leu, não o fez do começo ao fim duas vezes. Todos aqueles que já são cristãos há cinco anos deveriam tê-la lido inteira mais de uma vez e alguns trechos dela de modo mais cuidadoso e amoroso. Você deseja fazer isso, mas ainda não fez.
Talvez você diga: “Vou orar. Atualmente, oro apenas quando estou com medo e antes das refeições, e murmuro algo antes de ir para cama. Mas vou começar a orar de verdade. Vou separar um tempo para realmente fazer isso”. Mas até agora, nada de começar a orar!
Nós dizemos: “Amanhã”... “semana que vem”, mas isso não acontece. Então a carne devora seus amanhãs, e você se torna vítima do adiamento.
O que você vai fazer? Viverá hoje ou adiará sua vida até amanhã, sem nunca desfrutá-la? Vai se acertar com Deus hoje ou protelar isso sem fazê-lo? Buscará o Espírito Santo por si mesmo e será cheio desse poder agora, ou irá adiar arriscando-se a jamais o ser?
Você será vitorioso em sua vida cristã ou vai dizer: “Amanhã ou semana que vem, conversarei com meu pastor sobre isso”? Ao postergar de tal decisão, talvez jamais tenha coragem de agir.
Você lembra do que o filho pródigo disse? “Levantar-me-ei, e irei ter com o meu pai” (Lucas 15:11-32). Ele não falou: “Amanhã eu me levantarei e irei”, mas sim: “Eu me levantarei e irei agora”. Então, pôs-se ao caminho e foi.
Existe apenas uma maneira de cumprir uma intenção: transformando-a em uma ação!

_______________________________________________________________
Extraído do livro OS PERIGOS DE UMA FÉ SUPERFICIAL, escrito por A.W. Tozer (Graça Editorial).

Comentários