Pular para o conteúdo principal

Está enfermo? Tome posse da cura de Deus - parte 02

Antes de iniciar a leitura, leia a primeira parte deste artigo:
Está enfermo? Tome posse da cura de Deus

No artigo anterior nós vimos que através das pisaduras de Jesus, Deus derramou uma unção de cura sobre toda a Terra, a qual pode ser desfrutada por todos aqueles que estão enfermos, através do exercício da fé.
Ocorre que, muitos acreditam que esse exercício da fé é sinônimo de absoluto sobrenatural. Ficam imaginando que o mover de Deus só acontecerá mediante uma única e exclusiva afirmação de que deve acontecer. (Isso para não dizer autoritário, uma vez que esse tipo de pessoa se sente no direito de dar ordens a Deus...) Se sentem uma intensa dor de cabeça, declaram que estão curados pela fé e aguardam que desta forma a dor desapareça.

Isso não é exercício da fé!

Como aprendemos na primeira parte do artigo, o povo de Deus perece por lhe faltar conhecimento. As pessoas que agem conforme o exemplo acima padecem em suas enfermidades, por conta de sua ignorância. É claro que Deus pode agir sobrenaturalmente e mediante uma única palavra, mas não é esse seu modo de agir. Portanto, para exercermos a fé corretamente é preciso aprendermos o seguinte:

1. Deus não faz o que o homem pode fazer

Essa questão já foi ensinada repetida  e inúmeras vezes aqui no blog. Nós não somos robôs e quando Deus nos capacita para fazer algo, ele espera que o façamos. Por isso, de forma alguma agirá em nosso lugar. 
O melhor exemplo disso, e que sempre uso, é o da ressurreição de Lázaro. Ele já estava sepultado quando Jesus chegou lá e, para a realização do milagre, era necessário que o sepulcro fosse aberto. Jesus poderia solicitar que anjos retirassem a pedra que o vedava, fazendo com que ela voasse na frente de todos de forma maravilhosa e sobrenatural. MAS NÃO! Ao invés disso Jesus disse: "Tirai a pedra". 
Ora, havia muitos homens fortes ali e essa tarefa estava totalmente de acordo com as capacidades deles. Então porque Jesus chamaria anjos ou mandaria a pedra se levantar sozinha? Pense: se um empresário tem dois funcionários de higienização, um que varre o chão e outro que o encera. Ao detectar que o chão está sujo de pó, ele irá chamar qual dos dois para o trabalho? Certamente o que varre, não é mesmo? Afinal, esta foi a função para a qual ele foi contratado e está dentro de suas habilidades. Não há motivos para chamar o que encera, isso só seria necessário se o outro não estivesse disponível.
Portanto,  entenda que onde a capacidade humana tem habilidade para atuar, DEUS NÃO ATUA. PORQUE É NOSSA RESPONSABILIDADE AGIR.

2. As revelações de Deus e a medicina humana

Se Deus não atua nas áreas em que o homem tem habilidade para atuar, obviamente você não deve esperar o agir divino quando a medicina já possui os conhecimentos necessários para a enfermidade que você contraiu.
Infelizmente, algumas pessoas deixam de procurar auxílio médico, por achar que ao agirem dessa forma estariam quebrando a confiança depositada em Deus. Acreditam que seria uma falta de fé, pois deveriam esperar só em Deus.
Mais uma vez estamos diante de um ato de falta de conhecimento, gerando um exercício errado da fé.
Ora, a bíblia nos ensina que:

As coisas encobertas pertencem ao Senhor nosso Deus, porém as reveladas nos pertencem a nós e a nossos filhos para sempre. Deuteronômio 29:29

Entenda que toda a ciência, seja ela médica ou não, é revelação do Senhor. Não importa se o estudioso crê ou não em Deus. A questão é que é o Senhor quem permite ao homem ter acesso ao conhecimento. Logicamente, esse acesso é obtido mediante o uso da inteligência humana. Não espere que Deus irá aparecer em meio a uma luz branca para um cientista e dizer: "a cura da doença tal é feita com o medicamento tal". De forma alguma!
Se Deus dotou o ser humano com tamanha inteligência e capacidade de raciocínio, obviamente ele espera que esse atributo seja utilizado. Repito: Deus não faz o que o homem tem capacidade para fazer. 
Portanto, se Deus já disponibilizou o conhecimento científico a respeito de determinada enfermidade a responsabilidade para atuar nesses casos não é mais Dele. A responsabilidade foi delegada aos profissionais da saúde.
Portanto, o exercício correto da fé é aquele que valoriza a obra de Deus. Ao se deparar com uma enfermidade você deve procurar o auxílio de profissionais da saúde, que foram capacitados com conhecimento necessário para desenvolver os tratamentos necessários. 
No exemplo dado no início do artigo, em que a pessoa está com intensa dor de cabeça, o correto é tomar um analgésico e procurar o auxílio médico, a fim de verificar se a dor é fruto de algo mais grave ou apenas uma cefaleia passageira. Essa história de dar ordens a dor para ir embora não está de acordo com os ensinamentos de Deus e ao agir assim, desprezamos toda a revelação que Ele nos entregou. Ao agir assim, nós o entristecemos.
Agirá corretamente, no entanto, aquele que ora a Deus, pedindo que ele coloque em seu caminho profissionais habilitados e dotados de real capacidade para ajudar. Isso sim é algo que o homem não pode fazer e, portanto, está nas mãos de Deus.
Quer ser curado? Fortaleça sua fé no Senhor e a exercite corretamente, valorizando tudo o que Deus colocou a sua disposição, assumindo, inclusive, todas as responsabilidades que te foram entregues.

Comentários