Pular para o conteúdo principal

Curiosidade: o cérebro humano é programado para ser otimista


O estudo, de iniciativa de Tali Sharot, professora do University College de Londres, publicado na edição mais recente da revista científica Nature Neuroscience, averiguou as possíveis razões do otimismo das pessoas.
Neste estudo os voluntários eram submetidos a imagens de todo tipo de situação desagradável, como acidentes, roubos, diagnóstico de câncer etc, e logo em seguida eram questionados sobre como agiriam diante desses eventos.
A reação das pessoas era sempre a melhor possível e mesmo diante de estatísticas muito reais sobre a possibilidade de acontecimento destes tipos de sinistro, elas permaneciam confiantes, se negando a acreditar no pior.

“Nosso estudo aponta que nosso cérebro seleciona bem as informações que ouvimos. Quanto mais otimistas somos, menos propensos nos sentimos a ser influenciados por alguma informação negativa sobre nosso futuro”, explicou Sharot.

A conclusão dos estudos demonstrou que a estrutura do cérebro humano é programada para uma expectativa de um futuro melhor, renegando idéias pessimistas.

Comentários