y_iQTHpcL2aPfLTjWpDYVCgxr2k
English plantillas curriculums vitae French cartas de amistad German documental Spain cartas de presentación Italian xo Dutch Russian Portuguese Japanese Korean Arabic Chinese Simplified

Deus não precisa de advogado!

Então Simão Pedro, que tinha espada, desembainhou-a, e feriu o servo do sumo sacerdote, cortando-lhe a orelha direita. E o nome do servo era Malco.
Mas Jesus disse a Pedro: Mete a tua espada na bainha; não beberei eu o cálice que o Pai me deu? Jo 18:10-11

Nessa passagem Jesus estava sendo preso pelos servos do sacerdote e Pedro, indignado com a situação, colocou-se a frente de Jesus, disposto a lutar para defender o mestre.
A atitude de Pedro não é nada incomum.
Pare por um minuto e pense em quantas vezes você se colocou a frente de Deus procurando defendê-lo?
Muitas vezes por uma discordância ou por um ponto de vista diferente em relação a vontade de Deus nos colocamos diante Dele dispostos a lutar com todas as nossas forças, contra tudo e contra todos.
E assim, de espada em punho, saímos desferindo golpes a torto e a direita ferindo todos que cruzam o nosso caminho.
Por melhor que fossem as intenções de Pedro, ele estava errado e se o seu objetivo tivesse sido alcançado Jesus não teria morrido na cruz e, hoje, não teríamos alcançado a salvação por meio do seu sacrifício.
Pedro estava analisando a situação através de sua visão limitada, sem entendimento dos grandiosos propósitos de Deus. (Clique aqui para ler o artigo Olhe com os olhos de Deus)

É muito comum agirmos como Pedro agiu. Em uma situação em que as coisas se desencadeiam de forma errada (ao menos para nossos olhos), nos sentimos no direito de nos tornarmos advogados de Deus e de sua palavra.

Mas será que é esse o objetivo do Pai para nós? Será que Deus nos chamou para sermos seus advogados? (Clique aqui para ler o artigo Você já falou com Deus hoje?)

Em outras palavras, será que o Deus onipotente, onipresente, onisciente precisa ser defendido?

Veja o que Jesus disse a Pedro após este cortar a orelha de Malco:

Ou pensas tu que eu não poderia agora orar a meu Pai e que ele não me daria mais de doze legiões de anjos? Como pois se cumpririam as Escrituras, que dizem que assim convém que aconteça? Mt 26:55-56

Infelizmente algumas vezes esquecemos que Deus é soberano e está no controle de todas as coisas. Não cai uma gota d'água se ele não permitir. Portanto, obviamente, tudo o que está acontecendo, por pior que pareça ser, se encaixa em seus planos, cujo objetivo sempre é algo bom para nós.

A morte de Jesus na cruz foi algo terrível!! Mas através desse sofrimento Deus nos deu redenção e salvação.

Por isso, é de crucial importância que entendamos que Deus nos chamou para sermos seu povo e adorá-lo em Espírito e em verdade. Fomos chamados para sermos filhos de Deus e a única tarefa que ele nos deixou foi levar as boas novas do reino de Deus, ou seja, o Evangelho, àqueles que não o conhecem:

E disse-lhes: Ide por todo o mundo, pregai o evangelho a toda criatura. Mc 16:15

Perceba que Jesus disse ide por todo mundo e pregai esse evangelho e não ide por todo mundo e defendei. Essa diferenciação é muito importante, pois a palavra de Deus foi feita para ser pregada e não debatida.
Nossa função é apenas lançar a semente, pois é o Espírito Santo de Deus quem convence.
Isso significa que muitos de nós tem agido como Pedro e se colocado diante de Deus, de espada em punho, com o objetivo de defender sua palavra. Ao agir assim usurpamos a função de Deus e atrapalhamos o seu mover, afastando Dele aqueles a quem, na verdade, deveríamos atrair.
Com isso, Deus tem que estruturar um novo plano de evangelização para aquela pessoa que foi ofendida por nós, levantar novos servos para pregar para ela... enfim, o trabalho recomeça do início, coisa que seria desnecessária, se não fosse nossa atitude precipitada.
No caso de Pedro e Malco, Jesus reconstruiu a orelha que foi cortada:

E, respondendo Jesus, disse: Deixaivo-os; basta. E, tocando-lhe a orelha, o curou. Lc 22:51

Jesus teve que restaurar uma orelha, que estaria sã, se não fosse a ação de Pedro.

Temos que tomar cuidado com nossas ações, pois não estamos aqui para abrir feridas e sim levar a Palavra daquele que traz a cura.

Isso não significa que temos que nos calar quando estamos diante de coisas erradas. Mas a nossa arma não é a espada ou uma língua afiada e sim a oração.

Quando nos deparamos com o erro não devemos criticá-lo ou nos desesperarmos, devemos dobrar os joelhos,

Porque não temos que lutar contra a carne e o sangue, mas, sim, contra os principados, contra as potestades, contra os príncipes das trevas deste século, contra as hostes espirituais da maldade, nos lugares celestiais. Ef 6:12

A oração é a nossa arma, então temos que usá-la e abandonar de uma vez por todas a advocacia para Deus, pois essa atividade não nos traz nenhum benefício, ao contrário, é um retardo ao mover do Pai.

Paremos então de atrapalhar e passemos a ser verdadeiros colaboradores do Pai, levando o evangelho genuíno aos nossos semelhantes e deixando as demais tarefas com quem realmente tem o poder de desempenhá-las: o Espírito Santo de Deus.

9 comentários:

  1. Ótimo texto, adorei mesmo. E o que foi falado é uma realidade, pois muita das vezes defendemos o Senhor sendo estupidos com algumas pessoas e esquecemos que Ele é o Deus Todo Poderoso, e que tudo o que acontece tem um certo propósito. Então devemos entregar nas mãos de Deus e deixar Deus agir conforme a vontade Dele.

    Deus te abençoe

    http://stageteen.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  2. Amém talita, obrigada pelo comentário. Que Deus nos abençoe sempre, para que possamos usar cada dia mais a nossa principal arma: a oração.
    Deus te abençoe.

    ResponderExcluir
  3. É verdade, Deus não precisa de ninguém que advogue por ele, mas precisamos falar a seu favor. Defender seu Reino,e ser fiel a seus preceitos. Essa é a conduta do verdadeiro servo.
    Paz seja contigo

    ResponderExcluir
  4. Obrigada pelo comentário Joseval. Com certeza temos que seguir sempre a nossa verdadeira missão que é levar a palavra de Deus e, como vc disse, isso não será possível se não formos fiel aos mandamentos do Pai. Que Deus nos abençoe para que prossigamos para o alvo sempre com a mesma esperança, utilizando a arma que o Pai nos concedeu: a oração.

    ResponderExcluir
  5. Oi ammore...
    Ganhei um tarefa de fazer um tag,
    e como as regras pede indicações eu
    te indiquei. Participa por favor.
    Esta nas minhas páginas ok...

    Beijos
    God Bless You
    =)
    http://anyanicely.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  6. Oi Andréia tudo bem? que a paz do nosso Senhor Jesus esteja contigo! que belo texto vc escreveu, é profundo exortativo, esclarecedor em nos advertir a sermos simplesmente mensageiros da graça do Pai, da salvação que é oferecida gratuitamente à aquele que crer. É tão simples as boas novas de salvação, é preciso que haja reconhecimento que és pecador perdido, e aceitar o sacrificio que liberta,e assim crendo nEle seremos salvos. Parábens pelo texto, fique com Deus

    ResponderExcluir
  7. Any, muito obrigada por lembrar de nós, Deus te abençoe querida.

    Eneas, obrigada pelo seu comentário, você tem toda razão, a palavra é simples, basta que acreditemos no sacrifício de Jesus por nós.
    Deus te abençoe.

    ResponderExcluir
  8. Olá Andréia!

    Muito bom o seu Blog,nele, mostra o quanto vc é serva do Deus altissimo, e este texto fica claro que o nosso Deus não precisa de advogado.

    Abraços

    Em Cristo

    José Ailton
    extremosulgospel

    ResponderExcluir
  9. Olá José Ailton, muito obrigada pelos elogios, pela visita e por comentar. Deus te abençoe e seja sempre bem-vido.

    ResponderExcluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...